A ação no Ceará será na comunidade tradicional de Bolso pertencente ao território indígena Anacé e uma das que foi mais impactada pela indústria termelétrica e pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém. A articulação local está a cargo dos integrantes do Fórum Ceará no Clima, que integra o movimento LIBERTE-SE que está sendo organizado no país pela 350.org Brasil e América Latina, COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil e pela Sustentabilidade – e movimentos sociais e climáticos.

A expectativa é reunir representantes das comunidades que são fortemente atingidas pelas secas ou pelo avanço do mar na zona costeira, bem como de comunidades indígenas e pescadores, estudantes universitários e secundaristas, ambientalistas, acadêmicos e muitos outros segmentos. Muitos dos que participarão na ação atuam em movimentos como o Coletivo Agroflorestar, Povo Anacé, Ecosurf, RUA Juventude Anticapitalista, SOS Cocó, Jangu Ambiental, entre outros apoiadores.

13248453_1393675350658602_8480977442263775397_o ceará2 ceará3 WhatsApp-Image-20160514 (38) WhatsApp-Image-20160514 (39) WhatsApp-Image-20160514 (40)