Maio de 2016 — Liberte-se dos combustíveis fósseis:

una-se à onda global de resistência para manter carvão, petróleo e gás no subsolo

Ação finalizada!  Veja o resumo

Entre os dias 02 e 15 de maio de 2016, faremos uma mobilização para manter os combustíveis fósseis no subsolo e acelerar a transição justa para 100% de energia renovável e para um futuro sustentável para todos nós.

Neste momento, temos uma oportunidade única para acabar com o uso destrutivo dos combustíveis fósseis e escolher um futuro de energias limpas e justas.

Este é o momento pelo qual esperávamos. Vamos aproveitá-lo.  Leia mais ↓

Calendário de Eventos

Em todo o Brasil (De 05 a 15 de maio)
  • Lançamento dos vídeos de 6 meses do acidente da Samarco;
  • Manifestação no largo do batata em São Paulo com ações do liberte-se.org, no dia 05 às 19h;
  • Participação na marcha dos prefeitos contra o Fracking e carvão em Brasília de 9 a 13 de maio;
  • Manifestações em mais de 40 cidades brasileiras de forma autônoma no liberte-se dos fósseis.
Maringá (De 05 a 15 de maio)

15:00 – Flashmob
20:00 – Ação Liberte-se no show do Sérgio Reis

Fortaleza (14 de Maio às 16h)

16:00 – Ação pacífica e democrática na UTE Pecém contra o uso de combustíveis fósseis.

Umuarama (10 a 15 de maio)

10/05
9:00 – Conferência de imprensa na Câmara de Vereadores com todxs vereadores, o bispo e arcebispo, padres e presidente do sindicato rural
19:30 – Ação Liberte-se dos Rotary do Noroeste do Paraná – local: Rotary Clube de Umuarama
11/05
Gravações de mídia (Rádio e TV)
19:30 – Ação do Liberte-se no Encontro de Agricultores – local sede do sindicato rural de Umuarama com adesão de todos os produtores leiteiros do estado ao Não Fracking e Não Carvão
12/05
19:30 – Flashmob, arte ativismo, música e cinema (desobediência) no Centro Cultural de Umuarama
14/05
9:00 – 10:30 – Marcha Liberte-se saída catedral basílica de Umuarama e chegada na Câmara de Vereadores com sessão extraordinária para aprovação da lei de proibição do fracking de Umuarama

Brasilia (10 a 13 de Maio às 16h)

10 – 13/05
Acampamento Terra Livre –  com 95 integrantes da Coesus – Movimento Indígena Anti Fracking e do Liberte-se da região sul e da região nordeste.
Data e horário a confirmar – Manifestação  indígena de desobediência.
12/05
Horário a definir – Marcha prefeitos – Manifestação de 2000 prefeitos em desobediência ao governo federal para dizer não FRACKING Brasil.
Data e horário a definir – palestra para prefeitos e manifestação.

Atualizações

Liberte-se na Mídia

Perguntas:

O que é o Liberte-se?

Liberte-se é um movimento, uma ideia, um chamado para a ação. Para ajudar a criar esse movimento, desenvolvemos esta plataforma on-line para que pessoas e organizações que compartilham de nossos Valores Comuns possam se organizar ou participar de ações em grande escala no mundo todo. Essas ações fortalecerão as campanhas já existentes e reforçarão as metas compartilhadas: a transição justa e rápida da economia dos combustíveis fósseis do passado para o futuro com 100% de energia renovável e limpa que a justiça climática exige. Clique aqui para ver os valores que definirão todas as ações do Liberte-se.

“Liberte-se dos Combustíveis Fósseis” não é uma entidade legal, e não pretende criar nenhuma forma estabelecida de personalidade legal, rede ou coalizão. É somente uma plataforma através da qual pessoas podem criar e participar de ações em qualquer lugar do planeta, desde que aderindo aos Valores acordados.

O que desejamos alcançar?

Após a conferência sobre o clima da ONU, a COP21, em Paris, ainda temos as seguintes questões urgentes a resolver: precisamos de mais ações para manter os combustíveis fósseis no subsolo e acelerar a transição justa para 100% de energia renovável. Essas mobilizações colocarão essas questões em foco e ajudarão a divulgar informações sobre campanhas locais cruciais na luta contra os combustíveis fósseis, sejam elas novas ou já existentes. Elas também colaborarão para continuar a transferir o poder político das mãos da indústria de combustíveis fósseis para as comunidades que estão na linha de frente de grandes transformações econômicas e energéticas. Queremos ajudar a abrir o caminho para um número crescente de pessoas que desejem aumentar os seus próprios compromissos, além de demonstrar a urgência moral de acabar com o uso dos combustíveis fósseis e optar por energias renováveis.

Haverá ações de desobediência civil ?

Sim. 2015 foi o ano mais quente já registrado, e os impactos das mudanças climáticas já estão afetando comunidades em todo o mundo. Seja com o aumento do nível dos mares ou com tempestades severas, as mudanças climáticas já são uma realidade, e a necessidade de agir é mais urgente do que nunca. As nossas ações devem refletir a grandeza e a urgência desta crise, para que os governos não possam mais ignorá-la.

Quais projetos serão alvo?

A iniciativa “Liberte-se dos combustíveis fósseis” terá como alvo alguns dos mais icônicos e perigosos projetos relacionados a combustíveis fósseis do planeta. No Brasil, as mobilizações estão sendo organizadas nas regiões listadas acima. Em nível global, várias ações estão sendo realizadas nos seguintes países.

Os participantes locais e nacionais estão atualmente decidindo os detalhes de cada mobilização em conjunto com parceiros regionais e globais. Para saber mais sobre os planos para as mobilizações na sua região e para ajudar a defini-los, inscreva-se agora. Entraremos em contato em breve com mais informações.

Por que em Maio?

Maio é o nosso momento. Ao contrário das mobilizações anteriores, este esforço não está ligado a nenhuma cúpula governamental, conferência ou legislação. Este é um momento em que nós, enquanto movimento, estabelecemos os termos. E escolhemos o mês de maio por ser um bom período para mobilizações em mais de uma dezena de países.

Qual apoio será oferecido?

Estamos no processo de criação de grupos de trabalho internacionais para fornecer orientações e recursos para cada equipe local/nacional. Essas mobilizações serão planejadas de maneira a permitir que pessoas com todos os níveis de experiência possam participar. O apoio legal, financeiro e de segurança variará de local para local, e mais detalhes estarão disponíveis em breve.

Quer saber mais?

Release: Movimento global “Liberte-se dos combustíveis fósseis” mobilizará milhares de brasileiros em quatro estados

Como resposta direta aos resultados da COP 21, insuficientes para conter as mudanças climáticas, a 350.org Brasil e parceiros participarão em quatro estados da ação global “Liberte-se dos combustíveis fósseis” (Break Free). A ação será realizada entre 2 e 15 de Maio, simultaneamente em diversos países para mostrar à indústria dos combustíveis fósseis que queremos um futuro renovável e com água limpa.

Organizada pelo movimento climático 350.org e entidades parceiras como a COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil e pela Sustentabilidade, a campanha será lançada com objetivo de mobilizar milhões de pessoas no mundo para pressionar a indústria do hidrocarboneto e os governos locais a manterem os combustíveis fósseis no subsolo e acelerar a transição justa para 100% de energia renovável e para um futuro sustentável para todos nós.

“Estamos participando junto com comunidades tradicionais de uma série de eventos em vários estados, com apoio de centenas de entidades e voluntários, para demonstrar que nós, cidadãs e cidadãos brasileiros, vamos lutar para que os combustíveis fósseis fiquem no subsolo”, afirma Nicole Figueiredo de Oliveira, diretora da 350.org Brasil e América Latina.

Vários países estão se mobilizando para se libertar dos combustíveis fósseis, entre eles Estados Unidos, Canadá, Espanha, Alemanha, Indonésia, Filipinas e Nigéria. No Brasil, está sendo articulada uma programação escalonada em quatro regiões: Vale do Jurua, no Acre, Usina Termelétrica Pecém no Ceará, no Estaleiro de Jurong Aracruz no Espírito Santo e em Londrina e Maringá, no Paraná.

Para maiores informações sobre as ações e detalhes da campanha, acesse www.liberte-se.org e saiba como participar.

A expectativa é que um número nunca antes visto de pessoas se comprometa a participar de ações que desestabilizem o poder da indústria, tendo como alvo os projetos ligados aos combustíveis fósseis mais perigosos e desnecessários ao planeta e apoiando as soluções climáticas mais ambiciosas.

“Cada um é peça fundamental neste processo, e será responsável por algo grandioso, que nenhuma outra organização já fez no mundo: mobilizar milhares de pessoas para dizer não aos fósseis em algum grande projeto”, destaca Nicole.

Mudanças Climáticas

A 350.org Brasil defende o desinvestimento nos combustíveis fósseis para conter as mudanças climáticas e mostrar que as energias renováveis são fundamentais para construirmos o futuro justo e sustentável do qual precisamos.

Nicole lembra que 2015 foi ano mais quente da história, já que as emissões ultrapassaram 400 partes por milhão (ppm) de concentração de CO² na atmosfera. “Só estaremos seguros caso consigamos reduzir para 350 ppm. Para isso, teremos que promover uma mudança histórica e global em nosso sistema energético, e tem que ser agora”, alerta.

Não Fracking Brasil

Parceiro da 350.org Brasil na ação “Liberte-se dos combustíveis fósseis”, o coordenador da COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil e pela Sustentabilidade, Eng. Dr. Juliano Bueno de Araujo, ressalta a importância do engajamento das entidades organizadas da sociedade, parlamentares e população: “Queremos ser donos do nosso destino e chegou a hora de dizer que não vamos admitir que a indústria do hidrocarboneto continue a colocar a nossa vida em risco”.

Fundador da COESUS, Juliano desenvolve no Brasil desde 2013 a campanha contra o fraturamento hidráulico, chamado FRACKING, tecnologia altamente poluente para extração de petróleo e gás de xisto do subsolo.

Além de contaminar a água, tornar o solo improdutivo, poluir o ar e causar câncer nas pessoas e animais, fracking é um dos principais causadores das mudanças climáticas pela emissão sistemática do metano. Não bastasse, o fraturamento hidráulico também já está associado à ocorrência de terremotos.

Grupos participantes

A iniciativa “Liberte-se dos combustíveis fósseis” terá o apoio de um grande grupo de organizações internacionais, nacionais e locais. Caso sua organização deseje se unir a este esforço, escreva para naofrackingbrasil@gmail.com .


350.org Brasil

COESUS

Fundação Cooperlivre Arayara

Forum Ceará no Clima

Conselho Indigenista Missionário

Fórum do Movimento Ambientalista

Cáritas

REPAS – Rede Evangélica Paranaense de Ação Social

Fórum do movimento ambientalista de Minas Gerais

Observatório Latino-americano de Extrativismo

 

Observatório Latino-americano do Fracking – LATIN-FRACKING

UNISUSTENTAVEL – Universidade Latino-americano da Sustentabilidade

Red Latino-americano Contra El Fracking – RED NO FRACKING

IBEN – Instituto Brasileiro de Energias Renováveis

Observatório Latino-americano climático

Movimento católico Global pelo Clima

Coletivo Cidade Verde – UnB

Instituto Nikola Tesla